O Anarquismo ressurge como o Quetzal, em meio às ruínas de um século de destruição e de guerras. Urge com a dor dos mortos e torturados pela ditadura que vigora sobre nossa Nossa América. Urge para impor a sua ordem, a ordem da justiça e da liberdade, sobre o caos capitalista. Urge de seu seio, no coração dos povos que lutam e que resistem à opressão. Urge e se organiza para derrubar a tirania de 500 anos imposta à nossa gente da América Latina. Urge para vingar o genocídio diário promovido por suas elites racistas, e por que enche nossos espíritos de uma vontade sempre nova de lutar por justiça e dignidade, comunismo e liberdade. Ressurge, como as águas abissais do mar, que guardadas no mais profundo de nossa alma, movimentam uma imensidão oceânica do desejo de um novo dia. O Anarquismo está de volta para a luta, com todo o seu vigor, com a juventude na alma, a esperança no horizonte e cinco séculos de sangue, suor e barricadas.

Avante Comunismo Libertário!!!

JŠ nos visitaram

Imagina toda essa galera organizada!!!